domingo, 11 de junho de 2017

10 FILMES DE LÉSBICAS QUE VOCÊ TEM QUE VER

Neste post, os filmes de lésbicas na Netflix listados são de drama e comédia. Esperamos que você goste.
Inserimos informações relevantes aos filmes de lésbicas para auxiliar na sua escolha, como direção, elenco, prêmios, sinopse e trailer.
Atenção: Todos os filmes de lésbicas na Netflix abaixo tem classificação 18 anos por conter cenas de sexo entre mulheres.

1. Flores Raras (Reaching for the Moon)

“Elizabeth Bishop é uma poetisa insegura e tímida, que apenas se sente à vontade ao narrar seus versos para o amigo Robert Lowell. Em busca de algo que a motive, ela resolve partir para o Rio de Janeiro e passar uns dias na casa de uma colega de faculdade, Mary, que vive com a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soare. A princípio Elizabeth e Lota não se dão bem, mas logo se apaixonam uma pela outra.”

2. Jovem Aloucada (Young & Wild)

“Daniela, uma menina de 17 anos de idade, tem acesso a uma rede de adolescentes excitados através de seu blog de conteúdo altamente sexual.”

3. Elena Undone

“Casada com um pastor totalmente dedicado a seus fiéis, Elena conhece uma escritora. A amizade entre elas vira um tórrido romance onde tudo é questionado.”

4. Anatomia de uma Cena de Amor (Anatomy of a Love Seen)

“Três semanas após o fim abrupto de seu relacionamento, duas atrizes são forçados a refilmar a cena íntima na qual se apaixonaram.”

5. Loving Annabelle

“Annabelle (Erin Kelly), filha de uma importante senadora, é enviada a um Colégio Católico. Rebelde pela apatia da mãe, indiferente à doutrina e dogmas de seu novo Colégio, Annabelle sente por sua professora, Simone Bradley (Diane Gaidry) uma forte atração que subitamente transforma sua vida no novo Colégio. As barreiras de um tabu que atravessa gerações, um romance lésbico entre aluna e professora através da ótica de uma instituição católica.O filme apaixona desde o início, sua simplicidade ao tratar do assunto considerado tabu tanto para a igreja como para a sociedade é de uma leveza que contamina cada minuto do filme. Cenas bem construídas, boa fotografia e diálogos instigantes nos levam a incorporar os sonhos e fantasias vividos pelas personagens.”

6. Ashley

“Ashley é uma adolescente perturbada que enfrenta sérios problemas toda vez que tenta interagir com as pessoas. Ela então descobre que suas dificuldades não surgiram por acaso, mas são fruto da não aceitação de sua sexualidade. Com o tempo, Ashley desenvolve fortes laços com uma mulher mais velha, com quem mantém uma relação pela internet. Esse relacionamento ajuda a jovem a aceitar sua orientação sexual e a superar a solidão.”

7. Floating!

“Prestes a casar, Katha embarca em uma viagem com o doador do esperma que pretende usar. Em Berlim, a noiva da moça recebe uma visita inesperada.”

8. The Duke of Burgundy

“Duas mulheres envolvidas em uma elaborada fantasia de dominação e submissão. Evelyn é uma empregada doméstica tímida e hesitante. Já Cynthia é a dona da casa que manda uma série de instruções e punições humilhantes a jovem. Tudo parte de um jogo no qual Evelyn se mostra a mais entusiasmada. As duas amantes também assistem a seminários na universidade local sobre o ciclo de vida de borboletas e mariposas. Mas a relação entra em crise quando Cynthia demonstra sinais de desgaste.”

9. Crescendo como Coy (Growing Up Coy)

“Growing Up Coy”, um documentário de longa-metragem, gira em torno de uma jovem família americana que se envolve em uma batalha legal amplamente divulgada em um caso que se tornou referência em processos por direitos civis, quando lutam para que sua filha Coy Mathis, transgênera de seis anos de idade, tenha o direito de usar o banheiro das meninas em sua escola primária, no Colorado. O caso histórico da família Mathis, de 2013, foi o primeiro nos Estados Unidos que obteve decisão favorável para que uma jovem transexual utilize os banheiros que correspondam com a sua identidade de gênero. O filme traz uma pergunta universal que qualquer pai poderia enfrentar: “Até onde você lutaria para que sua criança tenha direitos iguais aos demais?”

10. Beijando Jessica Stein (Kissing Jessica Stein)

“Jessica é uma jornalista judia nova-iorquina sensível, neurótica e frustrada com a sua vida amorosa – no momento, inexistente. Ela vê um anúncio no jornal na seção em que se procura um par e resolve responder. Para sua surpresa, encontra uma mulher.”

O que você achou dos 10 filmes de Lésbicas na Netflix?

Nenhum comentário:

Postar um comentário