segunda-feira, 24 de outubro de 2016

DOSSIÊ - SERIA HERCULES E POR ONDE ANDA ELES

(E-D) Kevin Sorbo e Michael Hurst em 'Hércules' (Fotos: Universal/Arquivo)
(E-D) Kevin Sorbo e Michael Hurst em ‘Hércules’ (Fotos: Universal/Arquivo)
Hércules foi uma série que surgiu de forma despretenciosa, sendo exibida em canais regionais dos EUA. Rapidamente ela se tornou um sucesso nacional, que levou à produção de duas spinoffs, além de promover o início de um filão com o qual vários produtores e canais tentaram reproduzir a mesma proposta, mas sem o mesmo sucesso que o original.
A série surgiu quando canais regionais começaram a reclamar da ascensão da TV a cabo, que estava conseguindo oferecer filmes de ação (a maioria ainda produzida para o cinema), o que representava uma forte concorrência com os pequenos canais espalhados pelos EUA.
Buscando atender estes clientes, a Universal Television decidiu produzir uma sessão aventura, a qual apresentaria alternadamente histórias de ação protagonizadas por um herói diferente a cada semana, na mesma linha do que tinha sido feito com a sessão Mystery Movie, na década de 1970, que exibia de forma alternada episódios deColumboCasal McMillan e McCloud.
A sessão foi batizada com o nome de Action Pack para a qual foram produzidas quatro séries de telefilmes: Tek War (quatro telefilmes + uma série de 18 episódios), ficção científica criada e estrelada porWilliam ShatnerVanishing Son (quatro telefilmes + uma série de 13 episódios), sobre um mestre das artes marciais; Midnight Run (três telefilmes), versão televisiva do filme Fuga à Meia-Noite; e Hércules, um herói da mitologia grega que vivia aventuras em um ambiente medieval e fantástico. Fastlane, de John Landis, era uma outra série de telefilmes que também tinha sido planejada para ser exibida nesta sessão, mas que não chegou a ser produzida. Em seu lugar foi produzido um único  telefilme de Knight Rider 2010, com base na série A Supermáquina.
Criada por Rob Tapert e Sam Raimi, a série de telefilmes sobre o Hércules foi situada na Grécia, mas em um ambiente mais rústico porque os dois produtores concluíram que histórias na Grécia Antiga poderiam afugentar o público ao invés de atraí-lo. Assim, inspirados nos antigos filmes italianos sobre o herói,produzidos nas décadas de 1950 e 1960, bem como em Conan, o Bárbaro (personagem que chegou a ser cogitado para estrelar a série de telefilmes), surgiu Hércules (Kevin Sorbo) e seu companheiro de viagens Iolaus (Michael Hurst).
Para a surpresa da Universal, foram os telefilmes com Hércules que mais chamaram a atenção do público, o que levou à produção de uma série de TV. Exibida entre 1995 e 1999, ela teve um total de seis temporadas e 111 episódios filmados na distante Nova Zelândia.
(E-D) Ares, Iolaus e Hércules.
(E-D) Ares, Iolaus e Hércules.
Na história, Hércules, filho de Zeus (Peter Vere-JonesRoy Dotrice Charles Keating) e da humana Alcmene (Elizabeth Hawthorne e Liddy Holloway), viaja pela Grécia na companhia de Iolaus, seu melhor amigo.
Ao longo de sua jornada, eles enfrentam criaturas mitológicas, bem como aquelas enviadas por Hera (Meg Foster), madrasta de Hércules que deseja destruí-lo. A série introduziu diversos personagens, muitos dos quais tiveram participações recorrentes. Entre eles, Ares (Kevin Smith), meio-irmão de Hércules; Xena, a Princesa Guerreira (Lucy Lawlessde Spartacus, Ash vs. Evil Dead) e sua companheira de viagens Gabrielle (Renée O’Connor); Autolycus (Bruce Campbellde Ash vs. Evil Dead), que se considera ‘o rei dos ladrões'; Salmoneus (Robert Trebor), um mercador que está sempre em busca de um bom negócio; Joxer (Ted Raimi), a ovelha negra de uma família de guerreiros; Callisto (Hudson Leick), uma humana que recebeu de Hera a imortalidade, tornando-se uma assassina que trabalhava para a madrasta de Hércules; e a Deusa Afrodite (Alexandra Tydings).
O sucesso conquistado pela série levou não só à produção de duas spinoffs, Xena, a Princesa Guerreira e O Jovem Hérculesmas fez surgir um filão explorado por outros canais que ofereceram séries de aventura situadas em épocas passadas, como é o caso de As Aventuras de SimbadConanAs Novas Aventuras de Robin HoodAmor e Liberdade/Roar (com Heath Ledger), BeastMaster Jack of All Trades, entre outras, bem como Tarzan: The Epic Adventures e Sheena, situadas na selva no tempo presente.
Hércules foi cancelada quando Sorbo, interessado em seguir com sua carreira, se recusou a renovar seu contrato por mais três temporadas.
(E-D) Michael Hurst e Kevin Sorbo (Foto: Donato Sardella/WireImage)
(E-D) Michael Hurst e Kevin Sorbo (Foto: Donato Sardella/WireImage)
Entre os atores recorrentes, Liddy Halloway, uma das intérpretes de Alcmene, faleceu em 2004, vitima de câncer no fígado. Outro que também já morreu é o intérprete de Ares. Kevin Smith faleceu em 2002, aos 38 anos de idade, vítima de um acidente na China, após completar as filmagens de Warriors of Virtue: The Return to Tao. Visitando os sets de filmagens de um outro filme, ele escalou uma torre da qual caiu e bateu com a cabeça. Dez dias depois, ainda em coma, ele faleceu após o desligamento dos aparelhos que mantinham o corpo. Também já morreram dois dos atores que deram vida a Zeus:Anthony Quinn (1915-2001), que interpretou o personagem nos telefilmes; e Charles Keating (1941-2014), vítima de câncer no pulmão.

Kevin Sorbo – Quando foi escolhido para interpretar Hércules, Sorbo tinha pouca experiência como ator.
Ex-modelo que estrelou diversos comerciais, Sorbo chegou a fazer a faculdade de Propaganda e Marketing quando, em 1981, decidiu seguir a carreira de ator. Seus primeiros trabalhos nesta área foram participações em algumas séries de TV da época, como Assassinato por Escrito e Cheers.
No início da década de 1990, ele fez testes, e chegou a entrar na fase final da seleção, para interpretar Clark Kent/Superman em As Novas Aventuras do Superman, e o agente Fox Mulder, em Arquivo X, perdendo os papéis paraDean Cain e David Duchovny, respectivamente.
Em 1997, entre a quarta e quinta temporada de Hércules, Sorbo, então com 38 anos de idade, sofreu um aneurisma e três derrames que o deixaram parcialmente cego e com problemas de locomoção e fala. Razão pela qual o personagem se ausentou de vários episódios, ou teve sua participação reduzida, nas duas últimas temporadas. Sem ter um quadro clínico que pudesse provocar um AVC, o ator não sabe até hoje o que causou os derrames.
O processo de recuperação levou cerca de dois anos, período no qual ele ainda enfrentou momentos de frustração, que levaram à depressão, a qual, por sua vez, foi inicialmente tratada com medicamentos. Mas logo Sorbo percebeu que era sensível aos efeitos colaterais dos medicamentos. Por isso, buscou tratamento psicológico e acupuntura. Neste meio tempo, quando os efeitos dos derrames já não eram tão visíveis, Sorbo voltou a interpretar Hércules.
Os problemas de saúde de Sorbo somente foram revelados ao público pelo ator em 2011, quando lançou sua autobiografia, True Strength: My Journey from Hercules to Mere Mortal–and How Nearly Dying Saved My Life.
Depois de Hércules, ele estrelou a série de ficção científica Andromeda, produzida entre 2000 e 2005, na qual interpretou Dylan Hunt, capitão da nave Andromeda. Outra série da qual integrou o elenco foi The O.C., fazendo participações recorrentes entre 2006 e 2007 como Frank, o pai de Ryan (Ben McKenzie, deGotham).
O ator tentou voltar a estrelar uma série em 2009, com Wolf Canyon, projeto que teve um piloto produzido e exibido pelo canal canadense APTN. Mas a série não foi encomendada. A história apresenta o dia-a-dia de uma equipe disfuncional de produção de uma série de quinta categoria chamada Wolf Canyon. Sorbo interpretava um ator que interpretava o xerife de Wolf Canyon.
Sorbo em 2015 (Foto: Walter McBride/Getty)
Sorbo em 2015 (Foto: Walter McBride/Getty)
Atualmente com 58 anos de idade, Sorbo continua atuando em filmes. Seu sucesso mais recente é God’s Not Dead que, apesar de ter sido massacrado pela crítica, foi muito bem recebido pelo público. Esta é uma produção de dois milhões de dólares que gerou uma bilheteria de 62 milhões. Uma sequência estreou em abril deste ano, também bem recebida pelo público. Tendo custado cinco milhões de dólares, rendeu 23.5 milhões.
Seus próximos filmes são Let There Be Light, Asomatous, The Pastor e The Reliant, todos ainda em fase de produção. O ator também participa de convenções que são realizadas em diversas cidades dos EUA.
Desde 1998, ele é casado com a atriz Samantha Jenkins, que conheceu durante a produção de Hérculesna qual ela interpretou Serena. O casal tem três filhos, Bradeon Cooper, atualmente com quinze anos; Shane Haaken, que está com doze anos; e Octavia Flynn, com onze anos.
Luterano, Sorbo é um defensor do cristianismo, tendo feito declarações públicas nas quais acusa Hollywood de limitar a produção de filmes bíblicos, especialmente histórias sobre o Novo Testamento. Recentemente, o ator voltou aos noticiários quando declarou seu voto a Donald Trump.
Os fãs de Sorbo que desejarem acompanhar sua carreira poderão encontrá-lo em sua página oficial.

Hércules - IolausMichael Hurst – Nascido na Inglaterra, mas criado na Nova Zelândia, Hurst é um ator shakespeariano que já era conhecido do público no país em que cresceu. Tendo feito diversos trabalhos no teatro e no cinema, ele também estrelou a série Heroes, uma produção neozelandesa da década de 1980, sobre um grupo de jovens que formam uma banda de rock.
Desejando continuar no teatro, Hurst não se interessou em fazer testes para interpretar Iolaus quando a produção deHércules lhe ofereceu o papel. Após muita insistência dos produtores e de seu agente, ele finalmente cedeu.
Após o cancelamento da série, Hurst seguiu com sua carreira, na Nova Zelândia, trabalhando especialmente na TV e no teatro. O ator fez participação em Andromeda, ao lado de Sorbo, e em The Almighty Johnsons; integrou o elenco da minissérie infantil Maddigan’s Quest; e teve participações recorrentes na comédia Auckland Daze, sobre um grupo de amigos que tenta o sucesso na indústria de entretenimento da Nova Zelândia.
Hurst em 2016 (Foto: The Court Theatre)
Hurst em 2016 (Foto: The Court Theatre)
Hurst também é diretor, tendo dirigido episódios de Hércules, Xena: a Princesa Guerreira, Legend of the Seeker, Spartacus, Westside e, atualmente, 800 Wordse Ash vs Evil Dead.
Mas é no teatro que ele mantém de fato sua carreira como ator e diretor. Em 2015, dirigiu as peças The Generation of Z: Apocalypse, sobre um apocalipse zumbi;Sonhos de uma Noite de Verão, de William Shakespeare, e a comédia grega Lisístrata. Este ano, Hurst dirigiu Rei Lear, também de Shakespeare, e recentemente estrelou o monólogo No Holds Bard, peça que teve uma montagem em 2013, também com ele.
Desde 1988, Hurst é casado com a atriz Jennifer Ward-Lealand, com quem tem dois filhos, Jack Louis Ward Hurst (que está com 19 anos) e Cameron Lane Ward Hurst (que está com 16 anos).
O ator está com 58 anos de idade.
Quem tiver interesse em acompanhar sua carreira, Hurst pode ser encontrado em sua página oficial.

Considerando a grande quantidade de atores que fizeram participações recorrentes na série, selecionei três que foram vistos em um número maior de episódios.
SalmoneusRobert Trebor – O intérprete de Salmoneus já tinha feito uma participação especial em um dos telefilmes que precederam a série, como outro personagem. Tendo gostado de seu trabalho, a produção criou Salmoneus especialmente para ele, que por sua vez improvisava a maior parte de suas falas.
Seu nome de batismo é Robert Schenkman, mas adotou um nome artístico que é um palíndromo, ou seja, que lido de trás para frente significa a mesma coisa.
Ele iniciou sua vida artística ainda na adolescência, escrevendo, dirigindo, atuando e compondo músicas em curta-metragens independentes. Em paralelo, ele construiu uma carreira no teatro.
Trebor em 2016 (Foto:
Trebor em 2016 (Foto: Albert L. Ortega/Getty)
Quando estreou em Hércules, Trebor já tinha feito participações em episódios de São Francisco Urgente, Miami Vice, Carga Dupla/Simon & Simon, Murphy Brown, Parker Lewis e SOS Malibu/Baywatch. Em 1985, chamou a atenção da crítica e do público quando interpretou o serial killer conhecido como Filho de Sam, no telefilme Out of the Darkness, ao lado de Martin Sheen.
Depois que Hércules foi cancelada, Trebor retornou ao teatro, tendo feito poucos trabalhos na TV ou no cinema. Sua carreira foi interrompida em 2012 quando, durante a produção da peça The Moment You Knew, foi diagnosticado com leucemia. Após se submeter a um tratamento de quimioterapia, ele passou por um transplante de medula.
Atualmente com 63 anos de idade, Trebor continua atuando no teatro e participando de convenções. No cinema, seu trabalho mais recente foi o filme Ave César. O ator também está escrevendo sua autobiografia, They Pay You for That?

Hercules - JasonJeffrey Thomas – O intérprete de Jasão é um ator galês que fez carreira na Nova Zelândia, atuando no teatro, TV e cinema. Desde os onze anos de idade sonhava em se tornar escritor, tendo se formado em Literatura Inglesa, com especialização em Cultura Celta.
Após várias tentativas de escrever, Thomas conclui que seu texto era muito acadêmico. Assim, na década de 1970, começou a atuar profissionalmente, na esperança que esta experiência pudesse ajudá-lo a escrever. Ao longo dos anos, ele se estabeleceu como ator e autor teatral.
Apesar de se manter mais no teatro que na TV ou no cinema, ele já tinha estrelado a série policial Shark in the Park, entre 1989 e 1991, e feito participações na novela Close to Home, quando entrou para o elenco recorrente de Hércules. Após o cancelamento desta, fez participações na novela Mercy Peak e nas séries Outrageous Fortune e Legend of the Seeker.
Thomas em foto mais recente. (Foto: Alex Liu/ Fairfax NZ)
Thomas em foto mais recente. (Foto: Alex Liu/ Fairfax NZ)
Entre 2011 e 2012, o ator interpretou Titus, pai de Quintus Lentulus Batiatus (John Hannah), emSpartacus. No cinema, ficou conhecido por interpretar o Rei Thrór no filme O Hobbit: Uma Jornada Inesperada.
Atualmente na casa dos 70 anos de idade, Thomas continua trabalhando. Seu filme mais recente é A Luz Entre Oceanos, lançado nos cinemas este ano, também com Elizabeth Hawthorne no elenco.

Alexandra Tydings - AfroditeAlexandra Tydings – A atriz vem de uma família de políticos, mas preferiu seguir carreira artística. Após fazer parte de duas bandas punks, Annabelle Kickbox e She’s Seen You Naked, ela decidiu se tornar atriz.
Atuou em filmes independentes e fez participação em Diários do Sapato Vermelho e O Quinteto/Party of Five, antes de entrar no elenco de Hércules interpretando Afrodite. Depois desta série, ela ainda teve participações em Sheena e A Escuta/The Wire, antes de se afastar da TV.
Ela se estabeleceu como atriz, diretora, autora e roteirista de montagens teatrais e filmes independentes. Entre os mais recentes estão a peça The Trial of Hanna Porn e o filme Rainbow Bridge.
Alexandra em 2015 (Foto via Facebook)
Alexandra em 2015 (Foto via Facebook)
Em 2015, estrelou a websérie Modsense, que acompanha a vida da escritora Jane Austen que, antes da fama, viaja para o futuro, chegando em Washington no tempo presente, onde se torna a colunista de uma revista que dá dicas sobre relacionamentos amorosos. Alexandra interpreta Lucy, uma documentarista.
Atualmente com 43 anos de idade, Alexandra vive em Washington, cidade onde nasceu, ao lado do marido Ben Luzzatto, e suas duas filhas, Ruby (com doze anos) e Emerson (com dez anos).
Desde 2005 ela dá aulas de Rock’n’Roll Yoga, que consiste em praticar posturas de yoga ao som de Rock.
___________________________
Vários outros atores que passaram por Hércules podem ser encontrados em séries que estão em produção, a exemplo de Bruce Campbell (Autolycus) e Lucy Lawless (Xena), que estão em Ash vs. Evil Dead; Meg Foster (Hera), que passou por Ravenswood, The Originals e Pretty Little Liars, e estará na nova temporada de Twin PeaksGina Torres (Nebula), que está em SuitsJoel Tobeck (Strife), que está em The Doctor Blake MysteriesElizabeth Hawthorne (uma das intérpretes de Alcmene) e Erik Thomson (Hades), que estão em 800 Words; e Karl Urban (Cupido), que agora é o Dr. McCoy na nova versão de Jornada nas Estrelas para o cinema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário