terça-feira, 6 de setembro de 2016

UM NOVO APLICATIVO PARA AJUDAR AO QUADRINHISTAS

Durante nossa passagem na Brasil Comic Con, nós fomos surpreendidos por um projeto que nos chamou muito a atenção e no qual vimos um enorme potencial, não só para os envolvidos, como para o mercado de quadrinhos nacional como um todo.
Ainda que este mercado tenha crescido bastante nos últimos anos, fato comprovado pelo reconhecimento cada vez maior de artistas nacionais em solo brasileiro, ainda havia algo faltando… No exterior o consumo digital de quadrinhos é uma realidade e corresponde a fatia considerável do mercado, mas por aqui é algo ainda pouquíssimo explorado. Visando preencher esta lacuna é que foi desenvolvido o aplicativo Comix Trip.
Com um intuito de também fomentar ainda mais o mercado nacional e proporcionar uma porta de entrada aos artistas, o Comix Trip oferece quadrinhos nacionais em formato digital a preços acessíveis ao grande público.


Dentre os quadrinistas que já estão disponibilizando suas obras no aplicativo, destacam-se: Felipe Cagno (Lost Kids), Bira Dantas (D.Quixote), Aluísio Castro (Carcará), Gabriel Jardim (Café), Gilmar (De Quatro), Laudo (Yeshua), Flávio Luiz (Aú, o capoeirista), Rico (Tiras e Cartuns) e Will (As Aventuras do Cap. Nemo).


Inicialmente o aplicativo, que teve lançamento oficial na Brasil Comic Con, deve estar disponível na Apple Store ao final do mês. Em conversa com Alexandre Montandon, sócio-diretor do projeto, ficamos sabendo que existe o planejamento de lançar uma versão para Android até o início de fevereiro de 2015, juntamente com as versões para smartphones.
A seguir você confere nossa entrevista na íntegra:

Estação Geek – Quando pretende disponibilizar o aplicativo para o sistema android?Alexandre – Devemos lançar a versão Android até o início de fevereiro de 2015, juntamente com as versões para smartphones.
 – Pretende, futuramente, ter uma área para que os usuários possam comprar as obras físicas?
 Alexandre – Estamos discutindo essa possibilidade sim, uma loja dentro do nosso site (não do app) para fazer compras online dos livros impressos ou uma parceria com alguma livraria. Ainda não temos certeza, mas se der certo será uma novidade para 2015.
 – Qual sua ligação com o mundo dos quadrinhos?
 Alexandre – Tenho uma editora, a Qualidade em Quadrinhos, que há 20 anos atua na criação de histórias em quadrinhos voltadas ao mercado corporativo. Temos uma coleção com mais de 60 títulos e mais de 3 milhões de exemplares vendidos. Atendemos empresas como Pirelli, Nestlé, Bauducco, Metrô de São Paulo, Sebrae, Votorantim, Papaiz, Sabesp, Batavo, entre outras. Em 2011, lancei um projeto pessoal “A Chave do Universo”, selecionado pelo ProAc, que explica em quadrinhos o significado do Eneagrama, uma ferramenta de autoconhecimento sobre as características comportamentais de cada personalidade humana.
 – De onde nasceu a ideia do projeto? 
 Alexandre – Já tinha essa ideia desde o FIQ 2011. Ter um espaço onde qualquer leitor pudesse acessar, de forma simples e prática, a quantidade de quadrinhos de qualidade que está sendo produzido no Brasil. Até que, no meio deste ano, fizemos um aplicativo para o Sebrae com uma coleção de 8 gibis sobre normas. A parceria com a empresa desenvolvedora, a Business Intelligence, deu tão certo que eu propus: por que não criar um aplicativo, com a mesma qualidade dos gringos, mas com HQs nacionais. O Ricardo, dono da BI, topou na hora. Foram, ao total, mais de 6 meses de programação. O app já está pronto, aguardando a homologação final da APPLE. Deve estar disponível na App Store até o final de novembro.
Vale lembrar que o Comix Trip abre um mercado imenso para os quadrinhos nacionais. Atualmente, estima-se que existam mais de 5 milhões de tablets no Brasil. É um público com características próprias que vem crescendo ao longo dos anos. Acreditamos muito no potencial que o app tem de criar novos leitores para os quadrinhos nacionais. E quanto mais obras de qualidade o app oferecer, maior será essa audiência. Já no lançamento, teremos obras de artistas como Felipe Cagno, Flavio Luiz, Gilmar Machadelié, Rico, Amorim, Laudo, Daniel Esteves, Will, Carlos Ruas, Bira, Aloisio Castro, Gabriel Jardim, Paulo Santos, Brão Barbosa, Eric Peleias, Omar Viñole, André Diniz entre outros.


Se você é autor independente ou tem uma editora e deseja saber mais sobre o projeto, ou como ter sua obra publicada, não deixe de conferir as informações no site www.comixtrip.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário