domingo, 14 de agosto de 2016

GRANDES QUADRINHISTAS BRASILEIROS QUE FAZEM SUCESSO LÁ FORA E TALVEZ VOCÊ NEM SAIBA

Desde o início da década de 2010, o cenário de quadrinhos brasileiro tem se desenvolvido rapidamente, em quantidade e qualidade do material publicado. Para se ter uma ideia, a edição de 2015 do FIQ (Festival Internacional dos Quadrinhos), que acontece a cada dois anos, em Belo Horizonte, contou com o lançamento de mais de 250 obras feitas por brasileiros.
Muitos ainda são os problemas para o desenvolvimento de um mercado: o preconceito e falta de conhecimento de boa parte dos leitores com obras de brasileiros, distribuição ruim e localizada, dificuldades e falta de opções para comprar as HQs, pequeno interesse de grandes editoras em trabalhos autorais... E por aí vai. Mas, mesmo assim, com todos esses empecilhos, o Brasil não para de revelar talentos.
Compilamos uma lista com 18 artistas nacionais que vale a pena conhecer, com links para comprar as obras deles. Confira:
1 - Bianca Pinheiro
Quadros de "Bear" (Foto: Reprodução)
Quadrinista carioca radicada em Curitiba, Bianca é mais conhecida pela série "Bear", publicada pela Editora Nemo, que relata as aventuras da pequena Raven e de um urso simpático e mal-humorado que ela conheceu numa floresta e que decidiu ajudá-la a encontrar os pais dela. Mas, mostrando muita versatilidade como desenhista e como roteirista, Bianca também é autora de duas histórias de suspense, "Dora" (2014) e "Meu pai é um homem da montanha" (2015), em parceria com Greg Bert, ambas independentes.
Atualmente, ela trabalha numa história com o personagem mais famoso dos quadrinhos brasileiros: a Mônica! O álbum será parte da coleção Graphic MSP, que publica adaptações feitas por autores brasileiros dos personagens clássicos do Mauricio de Sousa.
"Bear" pode ser encontrada nas grandes redes de livraria, mas também pode ser lida online, de graça. "Dora" e "Meu pai é um homem da montanha" podem ser compradas pelo site da autora.
2 - Carol Rossetti
A autora tem mais de 300 mil curtidas em sua página no Facebook e é reconhecida internacionalmente pela série de imagens "Mulheres", um grito feminista sobre a liberdade de escolha e amor-próprio entre as mulheres. 
Você pode comprar a edição impressa de "Mulheres" e outros produtos da artista na lojinha dela
Ilustração da série "Mulheres" (Foto: Reprodução)
3 - Cristina Eiko e Paulo Crumbim
Livros da série "Quadrinhos A2" (Foto: Reprodução)
O casal é autor da série autobiográfica "Quadrinhos A2", que já tem três livros publicados e que deve ganhar o quarto ainda neste ano. Os dois também escreveram e desenharam "Penadinho - Vida", da coleção Graphic MSP, adaptação dos personagens da Turma do Penadinho. 
Paulo Crumbim também é autor do psicodélico e nonsense "Gnut", série de webcomics, quadrinhos impressos - que vai ganhar até um game! Clique aqui para conhecer o projeto.
"Penadinho - Vida" pode ser encontrado em livrarias e os outros livros da dupla podem ser adquiridos na loja online deles.
Quadro de "Gnut" (Foto: Reprodução)
4 - Danilo Beyruth
O Necronauta de Danilo Beyruth (Foto: Reprodução)
Quem acompanha o cenário de HQs internacionais já sabe que Danilo Beyruth desenhará a personagem Gwenpool para a Marvel. Mas Danilo já tem carreira extensa em solo nacional. Ele publicou dois volume com as histórias de seu personagem Necronauta, que tem como objetivo conduzir as almas ao além; é autor do premiado "Bando de Dois", que mistura cangaço e filmes western italianos, publicado também na Itália; foi o responsável pelos dois livros do personagem Astronauta da série Graphic MSP e publicou "São Jorge" pela Panini Comics, que remonta em dois volumes a vida do guerreiro romano Jorge, que foi canonizado pela Igreja.
Todas as obras citadas acima podem ser encontradas em sites de grandes redes de livraria.
5 - Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho
Quadros de "Cosmonauta Cosmo" (Foto: Reprodução)
Os dois quadrinistas mineiros começaram a trabalhar juntos no blog Quadrinhos Rasos, que adaptava letras de músicas em quadrinhos. A primeira HQ deles foi "Achados e Perdidos", o primeiro quadrinho brasileiro financiado via crowdfunding, história de um menino que descobre um buraco negro em sua própria barriga. O trabalho seguinte, "Cosmonauta Cosmo", relata as viagens de um garoto por diversos planetas, em busca de um amigo, no melhor estilo de "O Pequeno Príncipe". Devido ao bom trabalho, foram convidados a fazer "Bidu - Caminhos", para a série Graphic MSP, adaptando o primeiro personagem de Mauricio de Sousa: o cãozinho Bidu. O trabalho mais recente deles, "Quiral", história de uma menina e um capitão, que mesmo separados por décadas, compartilham a angústia de tentar ir as expectativas impostas pela sociedade
"Bidu - Caminhos" pode ser encontrado em livrarias, "Achados e Perdidos" e "Cosmonauta Cosmo" podem ser comprador pela comic shop Ugra Press e você pode comprar "Quiral" loja da Editora Mino.
6 - Fábio Moon e Gabriel Bá
Parte da ilustração da capa de "Daytripper" (Foto: Reprodução)
Premiados internacionalmente pela série "Daytripper", publicada no Brasil pela Panini Comics, os gêmeos são considerados por muitos os melhor quadrinistas brasileiros. Em 2015, lançaram uma adaptação em quadrinhos do romance "Dois Irmãos", de Milton Hatoum, pela Companhia das Letras. Em parceria com o roteirista americano Matt Fraction, eles também são autores de "Casanova", publicada nos Estados Unidos pela Marvel Comics. Gabriel Bá também é autor da HQ "The Umbrella Academy", roteirizada por Gerard Way.
Todos os livros dos gêmeos citados acima podem ser encontrados em livrarias.
7 - Felipe Nunes
"Dodô", de Felipe Nunes (Foto: Reprodução)
Com apenas 20 anos de idade, Nunes já é um dos principais novos nomes dos quadrinhos nacionais. Depois de lançar duas HQs independentes e com baixa tiragem, "S.O.S." e "Orome - Vol.1", o autor publicou "Klaus" (2014), pela Balão Editorial, história em que um jovem humano vivendo entre animais tenta descobrir porque é diferente de todos que conhece. No ano passado, publicou "Dodô", em que a pequena Laila, afastada da escola e sem nenhum amigo para brincar, conhece um dodô que participará de grandes descobertas da vida dela.
"Klaus" e "Dodô" podem ser comprados no site da comic shop Monkix, neste neste link.
8 - Gustavo Duarte
Quadros de "Monstros" (Foto: Reprodução)
Gustavo Duarte é um mestre dos quadrinhos sem falas. Seus dois primeiros trabalhos foram compilados em "Có e Birds", lançado em 2014 pela Companhia das Letras. Pela mesma editora, ele também lançou "Monstros" (2012), história que monstros invadem a cidade de Santos. Duarte também é autor de "Chico Bento - Pavor Espaciar" (2013), da coleção Graphic MSP. O bom trabalho rendeu a ele oportunidades no exterior, Duarte desenhou edições do grupo Guardiões da Galáxia, da Marvel Comics, e do personagem Bizarro, da DC Comics.
Todos os livros citados podem ser encontrados em livrarias.
9 - Lu e Vitor Cafaggi
Quadros de "Turma da Mônica - Laços" (Foto: Reprodução)
Donos de traços delicados e autores do sucesso "Turma da Mônica - Laços" (2013), da série Graphic MSP, os irmãos mineiros mantiveram a qualidade em seus trabalhos posteriores, a sequência "Turma da Mônica - Lições" (2015), e em seus trabalhos individuais: a série "Valente", de Vitor, e "Quando tudo começou" (2015), de Lu. 
Os livros mencionados acima podem ser encontrados em livrarias.
10 - Marcello Quintanilha
Quadro de "Talco de Vidro" (Foto: Reprodução)
Aclamado em países com mercado de quadrinhos tradicionalíssimos, como Espanha e França, Quintanilha é um dos principais nomes brasileiros no exterior. É autor do premido "Tungstênio" (2014), uma história sobre uma confusão envolvendo um ex-militar, um traficante, um policial e sua esposa. Também escreveu e desenhou "Talco de Vidro" (2015), a história de decadência de uma dentista de classe média-alta, que tem a vida tirada dos trilhos por si mesma.
Os livros citados, ambos publicados pela Editora Veneta, podem ser encontrados em livrarias, assim como "Almas Públicas" e "Sábado dos meus amores", coletâneas de histórias curtas do autor, publicadas pela Editora Conrad.
Em janeiro de 2016, Quintanilha venceu um prêmio no maior festival de HQs da Europa.Aproveitamos a oportunidade e batemos um papo com ele!
11 - Marcelo D'Salete
Quadro de "Cumbe" (Foto: Reprodução)
Com quatro livros publicados, D'Salete coloca o dedo na ferida de um problema premente no Brasil: o racismo. Sua obra mais comentada, "Cumbe", é uma coletânea de pequenas histórias da época em que os negros eram escravos no Brasil. Atualmente, ele prepara um livro sobre o Quilombo dos Palmares e seu principal líder, Zumbi.
"Cumbe", "Noite Luz" e "Encruzilhada", outras obras do autor, podem ser encontradas em livrarias. "Risco" pode ser comprada pela loja online da Monkix.
12 - Pedro Cobiaco
Quadro de "Aventuras na Ilha do Tesouro" (Foto: Reprodução)
Outro grande nome da nova geração de quadrinistas brasileiro, Pedro é filho do também quadrinista Fabio Cobiaco, vencedor de um Prêmio Jabuti. Pedro tem duas obras publicadas, ambas pela Editora Mino, "Harmatã" e "Aventuras na Ilha do Tesouro" (disponível inteira e gratuitamente na internet), que relata as aventuras de Capitão, um jovem que vive em uma ilha mágica, tentando entender sua existência à medida que a constrói.
13 - Shiko
Parte da contra capa de "Lavagem" (Foto: Reprodução)
Outro nome maiúsculo entre os grandes quadrinistas brasileiros, Shiko e suas aquarelas impressionam leitores de todos os tipos e todas as idades. Ele é autor, entre outras obras, de "Piteco - Ingá" (2013), da série Graphic MSP", do erótico "Talvez seja mentira" (2014) e do assustador "Lavagem" (2015), que retrata a paz abalada de um casal que vive num lugar afastado, ele envolvido com os porcos que cria, ela com a religião e os desejos reprimidos, quando recebem a visita de um homem misterioso e místico. 
"Piteco - Ingá" pode ser encontrado em livrarias, "Lavagem" pode ser comprado na loja da Editora Mino e "Talvez seja mentira" pode ser encontrado na Monkix. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário