terça-feira, 19 de julho de 2016

O QUE A GLOBO TEM PRA VOCÊIS SÓ LER E CLARO GENTE BOA

Foto: montagem.
Foto: montagem.
E mais um ex-BBB consegue vaga nas novelas da Globo. Se antes isso era raridade, só dessa edição 16, até três ex-participantes poderão estar em folhetins do canal carioca.
Juliano Laham, qua já era ator antes (inclusive fez isso no reality) está confirmado na temporada “Pro Dia Nascer Feliz”, de “Malhação”, e contou o porquê da mudança de visual.
“Sempre tive essa marca de ter barba. E quando vieram com essa proposta para tirá-la, eu aceitei. Vai ficar mais próximo do personagem. Como ator é interessante fazer essa mudança e estou disponível para isso. Gostei do resultado”, disse à Patrícia Kogut, de “O Globo”.
“Estou muito feliz de participar de ‘Malhação’. Cresci assistindo ao programa. Vejo desde a época do Cabeção. Estamos trocando muito com o elenco jovem e com o adulto. Estou fazendo aulas de boxe com o Magrini, que é um cara muito alto astral e gente boa”, finalizou o rapaz.
Vale lembrar que tecnicamente Laham não é um ex-BBB, pois não concorreu ao prêmio final da atração e nem a nenhum outro, apenas entrou na casa para causar uma certa confusão, e já tinha a sua saída agendada.
(Foto: Reprodução/Flávio Ricco)
(Foto: Reprodução/Flávio Ricco)
A novela “Eta Mundo Bom” está chegando em sua reta final na faixa das 18h, e sua substituta, “Sol Nascente”, já está se preparando para ocupar o seu lugar. Escrita por Walther Negrão, a trama já teve as suas gravações iniciadas e o logotipo já divulgado.
Agora, a emissora carioca está em busca de uma música para servir de tema de abertura da trama. Nesse assunto, já está praticamento certo que Fernanda Takai será uma das vozes com uma interpretação de bossa nova em japonês, no qual fará parceria com Paolo Conte.
No elenco, estão grandes nomes, como os de Giovanna Antonelli, Bruno Gagliasso, Carol Nakamura, Luís Melo, Laura Cardoso, Francisco Cuoco, Adriana Lima, Juliana Alves, Jean Pierre Noher, e Renata Dominguez.
Foto: divulgação.
Foto: divulgação.
Assim como “Velho Chico”, “Novo Mundo” também vai dar oportunidade a atores que estão fora do eixo Rio-São Paulo. A novela das 18h – dos estreantes Alessandro Marson e Thereza Falcão – será ambientada no período colonial, com personagens históricos e tipos específicos, como índios.
A produção da novela das 18h vai antecipar seu início de trabalhos e sair em busca desses perfis mais difíceis de fechar. Até em função disso, na Globo já se planejam viagens a Manaus e Belém para selecionar atores locais.
“Novo Mundo”,  tem lançamento previsto para março de 2017. O elenco, aos poucos, começa a ser fechado. Isabelle Drummond, Chay Suede, Caio Castro, Márcia Cabrita, Paulo Rocha, Ingrid Guimarães, Thiago Martins, Bianca Bin, Guilherme Piva e Ricardo Pereira já são dados como certos. As gravações começam em janeiro.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
Fábio Assunção é um dos nomes confirmados no elenco de “À Flor da Pele”, próxima novela de Glória Perez para a faixa das 21h. O ator será um dos protagonistas da trama.
Em entrevista ao programa “Estúdio i”, que foi ao ar nesta última sexta-feira (15) na GloboNews, Assunção, que divulga seu novo filme, “Entre Idas e Vindas”, foi questionado sobre seu personagem no folhetim da Globo, e respondeu: “É um cara em conflito”.
O ator argumentou que ainda não pode falar muito sobre o papel, mas ainda revelou que a preparação de elenco começa em novembro, e a estreia deve ocorrer em maio de 2017. “À Flor da Pele” substituirá “A Lei do Amor”.

Candinho (Sergio Guizé) em "Êta Mundo Bom" (Foto: Globo/Artur Meninea)
Candinho (Sergio Guizé) em “Êta Mundo Bom”
(Foto: Globo/Artur Meninea)
Restritas às faixas das seis e das onze da Globo até alguns anos atrás, onde intercalavam com histórias urbanas e atuais, as novelas rurais e de época voltaram com tudo.
De 2015 pra cá, as tramas rurais e de época dominaram a dramaturgia da Record, onde teve um aumento de 100% em tramas deste tipo, e ocuparam a maioria dos horários da Globo, onde cresceram 40% as produções rurais e de épocas, que voltaram para a faixa das 21h e das 23h.
Na Record, a produção começou com a épica “Os Dez Mandamentos”, agora substituída por “A Terra Prometida”, e se estendeu para o segundo horário de novelas com “Escrava Mãe”. Já na Globo, além de “Êta Mundo Bom”, estrearam “Velho Chico” (que é história atual, mas no universo rural), e “Liberdade, Liberdade”.
Atualmente, dos oito folhetins brasileiros inéditos levados ao ar, cinco são rurais e de época. Essa tendência mostra uma nova postura do telespectador, que está fugindo dos histórias urbanas com excesso de realismo.

O diretor Alexandre Avancini e atores de "Os Dez Mandamentos" (Foto: Munir Chatack/Record)
O diretor Alexandre Avancini e atores de “Os Dez Mandamentos”
(Foto: Munir Chatack/Record)
Depois de afastar o diretor Alexandre Avancini – um dos nomes mais fortes de sua dramaturgia – da direção de “O Rico e Lázaro”, a Record definiu quem comandará nova novela bíblica.
Segundo informações do jornal O Globo, a direção de “O Rico e Lázaro” ficará a cargo de Edgard Miranda, que teve como último trabalho na Record a novela “Vitória”, em 2015. Ele, inclusive, já está mergulhado nas pesquisas. Paula Richard, que ajudou a escrever “Os Dez Mandamentos”, já montou sua equipe de colaboradores para o folhetim: Joaquim Assis, Camilo Pellegrini e Cristianne Fridman.
Avancini, que está sem folga desde o ano passado quando começou a gravar “Os Dez Mandamentos”, foi repreendido pela Record após atrasar a entrega do primeiro capítulo de “A Terra Prometida”, o que causou tensão nos bastidores e o afastamento dele da próxima trama bíblica.
Edgard Miranda ao lado da atriz Julianne Trevisol (Foto: Divulgação)
Edgard Miranda ao lado da atriz Julianne Trevisol
(Foto: Divulgação)
Edgard Miranda mudou-se pra Record em 2005, após anos na Globo. Na emissora, estreou como parceiro de Avancini em “Prova de Amor”. Em 2007, estreou como diretor geral na rede de Edir Macedo e fez novelas de sucesso como “Vidas Opostas”, “Chamas da Vida” e “Ribeirão do Tempo”. Em 2012, foi chamado para salvar a novela “Máscaras” em meio as gravações, após a saída de Ignácio Coqueiro.





Nenhum comentário:

Postar um comentário