sexta-feira, 6 de maio de 2016

A VERDADE POR TRÁS DO SENHOS O REI LEÃO DESVENDAM DA SÓ AGORA




"O Ciclo Sem Fim", traduzido do zulu para português

Nants ingonyama bagithi baba
("Aí vem um leão, pai")
Sithi uhm ingonyama
("Oh, sim, é um leão")

Nants ingonyama bagithi baba
("Aí vem um leão, pai")
Sithi uhm ingonyama
("Oh, sim, é um leão")
Ingonyama
("É um leão")

Siyo Nqoba
("Nós vamos conquistar")
Ingonyama Ingonyama nengw'enamabala
("Um leão e um leopardo vêm a este lugar aberto")

O ritmo da África
A voz que você ouve nessa clássica abertura, no início de "O Ciclo sem Fim", é do cantor e compositor sul-africano Lebo M. A pedido do compositor Hans Zimmer, ele também criou e conduziu o coral africano que canta em diversos pontos da trilha sonora. Depois, ainda colaborou com a adaptação do filme para o teatro e com o DVD O Rei Leão II

Não precisa de mais nada
Originalmente, o roteiro dessa cena inicial alternava entre música e trechos de diálogo. As falas serviriam para explicar por que (e para onde) os animais estavam se movendo. Mas, ao verem uma versão editada apenas com a música, os diretores Rob Minkoff e Roger Allers perceberam que, mesmo sem as falas, ela já era perfeitinha, autoexplicativa... e emocionante


Traduzindo o nome dos personagens
1) Rafiki (suaíli): amigo
2) Shenzi (suaíli):mal-educado
3) Scar (inglês): cicatriz
4) Simba (suaíli): leão
5) Nala (somali): nós
6) Sarabi (suaíli): miragem
7) Pumbaa (suaíli): simplório

Nenhum comentário:

Postar um comentário