terça-feira, 9 de junho de 2015

ARTE POR TRÁS DOS FILMES DOS SUPER-HEROIS

A recente mania de filmes baseados em quadrinhos começou em 2000, com X-Men, que não deixa de ser um filme de equipe, mas estava confinado a uma única franquia. Desde então, vieram Homem-AranhaHulkBatman BeginsHellboyA Liga ExtraordináriaSuperman – O RetornoQuarteto Fantástico e outros, com diferentes graus de sucesso.
Mas, em 2007, antes do primeiro filme da Marvel Studios chegar aos cinemas – o que aconteceria no ano seguinte, com Homem de Ferro e O Incrível Hulk (e, consequentemente, a pavimentação para o caminho que levaria a  Os Vingadores) –, a Warner Bros. tinha um plano ambicioso: um filme da Liga da Justiça reunindo os super-heróis da DC Comics.
A ideia era fazer uma história sem ligação com o longa-metragem do Cavaleiro das Trevas dirigido por Christopher Nolan ou com o Superman de Bryan Singer. Inclusive, com outros atores interpretando os heróis, como Armie Hammer (Batman), D.J. Cotrona (Superman), Megan Gale (Wonder Woman), Adam Brody (Flash), Santiago Cabrera (Aquaman), Common (Lanterna Verde) e Hugh Keays-Byrne (Caçador de Marte).
Com direção de George Miller, do recente Mad Max – Estrada da Fúria, o projeto foi cancelado poucos dias antes do início das filmagens, no início de 2008.
Mas o que realmente aconteceu? E como seria o filme?
É isso que o diretor Ryan Unicomb pretende contar em um documentário sobre os bastidores da produção, semelhante ao The Death of Superman Lives – What Happened?, que será lançado neste ano sobre o finado filme do Homem de Aço dirigido por Tim Burton.
Arte conceitual de  Justice League - MortalArte conceitual de Justice League – Mortal
Arte conceitual de  Justice League - MortalArte conceitual de Justice League – Mortal
Para divulgar o projeto, que pode virar uma campanha em ferramentas de financiamento coletivo, artes conceituais e storyboards de Justice League – Mortal foram divulgadas pela primeira vez. Elas mostram, dentre outras coisas, uma luta entre Superman e Mulher-Maravilha.
O roteiro era baseado no arco de histórias Torre de Babel, de Mark Waid, publicado no início dos anos 2000. Batman possuía planos de contingência para derrotar cada membro da Liga, explorando suas fraquezas, caso isso fosse necessário. Mas esses planos são roubados e a equipe passa a ficar exposta. Os demais membros do grupo veem os planos do Batman como uma traição de confiança, o que leva a um desentendimento entre eles.
Atualmente, outro filme da Liga da Justiça está planejado para chegar aos cinemas em duas partes,respectivamente em 2017 e 2019, continuando a construção do Universo DC Cinematográfico, que já conta com O Homem de Aço e cuja próxima etapa será o lançamento de Batman vs. Superman – A origem da justiça.
Clique na galeria para ampliar as imagens.
• 

Nenhum comentário:

Postar um comentário