quinta-feira, 7 de maio de 2015

CANTORA MORTA AINDA CAUSA ENCRENCA SAIBA QUEM É AQUI LENDO A MATÉRIA

A família da cantora Amy Winehouse está acusando o documentário biográfico “Amy” de ser mentiroso. A informação foi divulgada por meio de um comunicado oficial assinado por Mitch Winehouse, pai da cantora. No texto, ele afirma que o filme é “enganoso e contém algumas mentiras básicas”. Ele também definiu o documentário como sendo “infundado” e “desiquilibrado”.
Durante sua produção, o documentário contou com o apoio da família Winehouse, mas isso mudou após eles assistirem ao filme. Ao que tudo indica, um dos motivos que levou a família a cancelar o seu apoio deve-se à maneira como o diretor Asif Kapadia (documentário “Senna”) os retratou na tela, afirmando que eles não ajudaram Amy no seu momento de maior necessidade.
Considerada uma das cantoras mais talentosas e influentes de sua geração, Amy Winehouse deixou uma coleção de gravações clássicas, como “Valerie”, “You Know I’m No Good” e “Rehab”, que venderam milhões de cópias. Com um histórico de alcoolismo e envolvimento com drogas, ela não suportou a pressão de seu grande sucesso e bebeu até morrer, falecendo de intoxicação alcoólica aos 27 anos de idade, em 2011.
“A narrativa é formada pelo testemunho de uma amostra muito restrita dos associados de Amy, muitos dos quais não tinham nada a ver com ela nos últimos anos da sua vida”, disse Mitch. Como resultado, a família Winehouse deseja se “dissociar do filme” e estão considerando processar o realizadores do documentário.
“Amy” terá a sua première na programação da Sessão da Meia-Noite do Festival de Cannes, que acontece entre os dias 13 e 24 de maio. O filme chega aos cinemas britânicos em 3 de julho e ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário