quarta-feira, 23 de maio de 2012

QUADRINHOS DE SACANAGENS






Como conseguem conciliar texto e imagens, os livros de histórias em quadrinhos são muito bem-sucedidos quando enveredam pelo tema da sexualidade. E não é só de Milo Manara que vive este segmento. Há inclusive coleções e séries especiais de editoras, como a
Ópera Erótica, da Martins Fontes, e a Eros, da Conrad. Entre toda essa gama de opções, pinço dois títulos.

"Omaha" (Conrad, 136 páginas) é um livro bastante inusitado. Relata a história da gatinha Omaha, uma stripper que tenta sobreviver na cidade grande. Em seu mundo, animais como galinhas, porcos e gatos têm corpos, rotinas e vidas humanizados -- uma sacada interessante; quem melhor do que os bichos para dar vazão aos nossos instintos animais? Segundo o criador de "Omaha", Reed Waller, "seres humanos, por mais cuidadosamente desenhados que fossem, nunca pareceriam tão naturais quanto bichos; são uma 'imitação' de gente muito óbvia".


Através de desenhos picantes, as páginas de "Omaha" abordam o submundo da noite, com atmosfera noir, crimes, sexo, mistério e perseguições. Também tratam do feminismo e da liberação sexual e satirizam as leis da época acerca de danças eróticas em casas noturnas. O volume é uma coletânea dos quadrinhos publicados nos EUA nas décadas de 1980 e 1990.
 O curioso é que o criador e quadrinista Reed Waller e a roteirista Kate Worley tiveram um relacionamento amoroso durante toda a série. Com o fim do romance, "Omaha" parou de ser publicado.

Outra obra erótica de quadrinhos que merece destaque é "Morango e Chocolate" (Casa 21, 144 páginas). Nela, a parisiense Aurélia Aurita conta o começo de seu relacionamento com Fréderic, com quem foi se encontrar no Japão, após se conhecerem em seu país. O interessante do livro é, diferentemente de "Omaha", os traços quase infantis e feiosos que a história combina a sexo explícito. Seu maior mérito é construir uma visão feminina das relações, abordando preocupações com lingerie e com o próprio corpo, a descoberta do corpo do outro, situações constrangedoras etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário